REFLEXÃO

O ocorrido abaixo é verídico:
Há alguns anos, nas para-olimpíadas de Seattle, nove participantes todos com deficiência mental, alinharam-se para a largada da corrida dos 100 metros rasos.
Ao sinal, todos partiram; não exatamente em disparada, mas com vontade de darem o melhor de si, terminar a corrida e ganhar.Um dos garotos tropeçou no asfalto e começou a chorar. Os outros oito ouviram o choro, diminuiram o passo e olharam para trás. Então voltaram. Todos eles.Uma das meninas com Síndrome de Down ajoelhou, deu um beijo no garoto e disse: Pronto agora vai sarar!E todos os nove competidores deram os braços e andaram juntos até a linha de chegada.O estádio inteiro levantou e os aplausos duraram muitos minutos. Talvez os atletas fossem deficientes mentais...mas com certeza, não eram deficientes espirituais.
Que possamos saber e lembrar sempre, que o que realmente importa nesta vida, mais do que ganhar sózinho, é ajudar os outros também a vencer, mesmo que isso signifique diminuir os nossos passos (sucesso).Lembrem-se:"Procure antes, ser uma pessoa de valor. O sucesso é apenas consequência.
(A Marlene postou este texto no seu blog! Obrigado amiga, pela partilha :) )

6 comentários:

Mina disse...

Uma bonita reflexão. A deficiência não é sinónimo de egoísmo :)
Um bom fim de semana!

Xicha disse...

Uma passagem rapidinha, hoje tem sido um dia meio complicadito (nada de grave mas ...)Flôr já tive a oportunidade de comentar sobre este texto,... e a minha reflexão sobre ele continua a ser a mesma no jogo das emoções não existem vencedores nem vencidos somos todos iguais...

MUITOS BJINHOS PARA TI E UM FIM DE SEMANA DE MUITA PAZ

XI

Andreia do Flautim disse...

Foi um gesto muito bonito!:)

Zeca disse...

Ainda há ser humanos diferentes.
Bom fim de semana
Fica bem

Miudaaa disse...

A vida fica mais colorida ou porque não mais florida quando alguém partilha connosco experiencias simplesmente fabulosas.
Obrigado muito especial à Flor e à Marlene!!!
um beijo da miudaaa

redonda disse...

Vim retribuir a visita e gostei do seu blog. Ainda vi pouco, mas gostei das histórias, das imagens e de como escreve.