A IMAGEM QUE O ROSTO REFLETE.

O grande pintor, Leonardo da Vinci, levou anos para pintar seu quadro: " A Santa Ceia". Em vão ele procurava um modelo apropriado para a face do Salvador. Então ele encontrou um cantor de um coral, em uma igreja, cujos traços nobres lhe chamaram a atenção. Imediatamente ele chamou o rapaz, Pietro Bandinelli, para posar para o quadro, e deu a Jesus a fisionomia do rapaz em seu quadro. Por muitos anos ele continuou pintando o seu quadro. Os discípulos estavam quase todos prontos, e só faltava o modelo para Judas Iscariote, aquele que traiu Jesus. Da Vinci passou, então a andar pelas ruas de Roma, procurando um rosto adequado. Finalmente achou a pessoa com o rosto certo. Era o de um sujo e esfarrapado mendigo, com uma expressão ameaçadora em seu semblante. Ele estava parado em uma esquina e logo foi convidado para servir de modelo, o que imediatamente aceitou. Mas, quando o pintor contemplou os traços do mendigo mais atentamente, de susto, o seu pincel lhe caiu da mão. tratava-se do mesmo Pietro Bandinelli, cujo bonito rosto, o pintor já havia usado como modelo para o rosto do Salvador. O que é que havia transformado o anterior rosto angelical em um rosto de bandido, de Judas? A pobreza? A fome? a doença ou coisa parecida? Não , o pecado o havia rebaixado tanto! Ele se tornara um alcoólatra, um viciado jogador. Havia descido degrau por degrau, até que seu rosto mais parecia o de um homem mau do que de um anjo. Sabemos que os quadros não retratam verdadeiramente o que seria o rosto real de Cristo ou de Judas, mas esta história veio para nos ensinar algo importante. Em cada pessoa estão as duas possibilidades. Ou o nosso rosto retrata o quadro de Deus que o criador colocou em cada um de nós e que pode se projetar cada vez mais claramente, ou o quadro em que a imagem de Deus desaparece cada vez mais, e ao invés de se elevar sobre si mesmo até Deus o homem desce até se transformar num ser brutal. Também Judas poderia ser um estandarte na casa de Deus, como os discípulos Pedro e João, mas ele ao contrário, se tornou o "filho da perdição" Igualmente nas nossas vidas, existem estas duas possibilidades. Enobreça sua imagem, torne-a cada vez mais digna da semelhança do nosso criador, a fim de que você e eu possamos ser sempre vistos e lembrados como aqueles que projetam a imagem do bem, dos que vivem a Palavra de Deus e nunca do mal, daqueles que se entregam a morte em vida, e se esquecem do seu Deus. (Texto Nilma)
"Pondera a vereda de teus pés, e serão seguros todos os teus caminhos." Provérbios 4:26

6 comentários:

Lusófona disse...

Querida Flôr, adoro os teus comentários lá no meu cantinho..deixa-me mesmo muito feliz. Obrigada pela palavras sempre cheias de carinho :)

Quanto ao texto, dá mesmo o que pensar... Eu prefiro ter um rostinho angelical, não por vaidade, mas por sentir Deus dentro do meu ser a iluminar a minha vida e a guiar os meus passos.

Beijinhos e um feliz domingo

Andreia do Flautim disse...

Olá!
Não conhecia essa história!

poeta_silente disse...

Flor, minha irmã em Cristo!
Obrigada pela visita. Somente hoje pude vir aqui.
Mas, como Jesus é maravilhoso, pois me colocou exatamente quando posso ler este post magnífico do quadro Santa Ceia.
Tudo que foi dito me clareou tanta coisa, minha querida. Pois, por mais que saibamos que transparecemos nosso amor ao AMOR, sempre é bom entendermos que o oposto é verdadeiro.
Podemos crescer... e nos aproximarmos de Deus. Ou podemos nos afastar e permitirmos que este afastamento transpareça aos outros.
E, entre demonstrarmos AMOR ou demonstrarmos decadência... ? Qual será nossa escolha?
O mundo opta pela segunda opção. E a face da terra está se transformando. Mas, poucos escolhidos optam pela segunda. Embora mais estreita a porta, é aquela que nos dá a verdadeira felicidade.
Que neste Natal, possas receber a LUZ do Menino Deus... e que esta LUZ se perpetue pelo Ano que está a chegar.
Deus te abençoe.
Miriam

Jasmim disse...

Não conhecia a história. gsotei...

david santos disse...

Passei para desejar-lhe um bom final de 2007 e um bom ano de 2008.

Aproveito para LHE pedir que participe na blogagem colectiva que se realiza amanhã, dia 17, em prol da menina Flávia

Anita disse...

Amiga passo para te deixar beijinhos e desejar uma semana maravilhosa. Finalmente esta será a última semana deste ano que estarei sem a filhota em casa.Depois só para o ano.
Linda esta semana vou começar a deixar receitas bem gostosas e ideias para o Natal.
Já conhecia esta história, mas vale sempre a pena lê-la.
O Ricardo vai-se encontrar com o Valdemar para lhe entregar as coisas.
Beijocas
Anita (amor fraternal)