O amor.

Quando o amor bater à tua porta, segue-o, mesmo que o caminho seja pedregoso e difícil. E, quando o amor quiser falar contigo, acredita nele, ainda que sua voz possa fazer evaporar teus sonhos, como o vento forte que devasta o jardim. Da mesma forma que te exalta, o amor te cruxifica, e como te faz amadurecer, assim te podará. E te entregará ao seu fogo sagrado a fim de que sejas o pão santo da mesa de Deus. É o que o amor realiza em ti, para que possas tornar-te uma fracção do coração da Vida. O amor não é possessivo, nem gosta de o ser, porque se basta a si mesmo. E não penses que poderás conduzi-lo, pois, se te achar digno, ele mesmo te conduzirá. O amor não quer senão consumir-se! Se amas de verdade, sejam estes teus desejos: ao desapontar do dia, despertar com um coração alado e agradecer por esse novo dia de amor; à noite, adormecer com uma prece ao amado e um canto de louvor nos lábios. (Gibran)

13 comentários:

Pinipom disse...

Olá tia fLOR!

que saudadinhas que tenho de ti!

sinto a tua ausencia no meu cantinho...

espero k esteja tudo bom cntg!

beijo doce querida tia...

Amo-te

Bom fim de semana na Graça do Senhor!

sobrinha Lira

Alexandre disse...

Muitos beijinhos, Flor!!!

Tanto carinho, tanta doçura, tanta serenidade e tanta paz por aqui!!!

Obrigado!!! Um muito bom domingo!!!

Menina do Rio disse...

Sabes que tenho uma paixão especial por Gibran.

Querida Flor, passo rápido pra te deixar um beijo e votos de boa semana.
Cuide-se!

Andreia do Flautim disse...

Uma boa semana para ti!

SILÊNCIO CULPADO disse...

Flor
O amor só é amor quando se despe de egoísmo na sua entrega.

Lindo este post.


Beijos

Viviana disse...

Olá querida Flor,

Lindo este texto!

Uma verdadeira exaltação ao amor.

Um grande e carinhoso abraço

Viviana

Nelson disse...

Amei seu espaco

O Profeta disse...

A Lua sangra no celeste
Aprisionada está a razão
Olhos sem a virtude da luz
Uma fria pedra no coração

Um banco de jardim
É leito do rei da sarjeta
Almofada de encardido cartão
Acomoda esta carcaça inquieta


Convido-te a conhecer um Rei mendigo


Mágico beijo

Maria Pires disse...

Olá minha linda,tu és amorosa assim como o teu cantinho é feito com tanto AMOR.Beijinho bom

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá minha querida Flôr, lindo cantinho de Paz e Amor !... Bom fim de semana, beijinhos de carinho e ternura !...
Fernandinha

Sol da meia noite disse...

Lindo este texto, minha amiga.
A receptividade ao amor...
A benção que o amor é na nossa vida...

Deixo-te um abracinho, minha querida...
:-)))

poeta_silente disse...

Flor, querida Flor.
És uma linda Flor, amada pelo Criador.
O AMOR saberemos sentir quando nos permitirmos ser amadas(os) pelo nosso Deus. Aquele que se deixa alcançar... Aquele a quem amamos e estamos em completo desafino... pois o Seu Amor é perfeito... inteiro...
Minha querida. Que lindo post. Estava com saudades tuas. E, ouvindo uma música que coloquei no Noites de Verão, lembrei-me no mesmo instante de ti.E vim correndo aqui para saber notícias.
Voltarei. Ando ocupada cuidando da minha mãezinha que se submeteu a uma cirurgia (3 em 1) e estou completamente sem tempo para nada. Mas sempre lembro de ti. Podes ter certeza. E, nas minhas orações, sempre coloco os nomes das pessoas que me são caras e são irmãs em Cristo Jesus. Coloco, também, aquelas que não conheço ou que apenas cruzaram meu caminho por alguns dias ou meses... Entrego todos... Pois nada é por acaso. Sempre tem uma Jesuicidência nos fatos.
Deus te abençoe.
Miriam

Pavón disse...

Eu sempre sigo o amor...

Linda semana apara ti!!

Beijos